Notícias

Cresce emissão de nota do consumidor eletrônica

12 de janeiro de 2018

Aproximadamente 270 milhões de Notas Fiscais do Consumidor Eletrônica (NFC-e) foram emitidas durante o ano passado por vários segmentos do comércio varejista goiano. O crescimento no volume de notas é registrado mês a mês conforme levantamento da Coordenação de Documentários Fiscais da Secretaria de Estado da Fazenda. Além de Goiás, outros Estados também adotaram a NFC-e.

Em janeiro do ano passado, a Sefaz registrou a emissão de 7,5 milhões de notas eletrônicas do consumidor, mês em que teve início a obrigatoriedade no Estado, com os postos de combustíveis. Em julho, quando a nota passou a ser exigida dos demais segmentos do varejo, com exceção das empresas do Simples, o número de documentos ultrapassou os 24 milhões. E, em dezembro, com o comércio aquecido por causa do Natal, esse número superou 51 milhões de documentos. Atualmente são emitidas cerca de 2 milhões de notas do consumidor diariamente.

Para fechar o cronograma de implantação da nota do consumidor eletrônica em Goiás, a emissão da NFC-e passou a ser exigida das empresas do Simples Nacional desde o dia 1º de janeiro deste ano, em substituição ao Emissor de Cupom Fiscal (ECF) e à Nota Fiscal de Venda a Consumidor. “Com a NFC-e o empresário terá redução de custos e simplificação dos procedimentos fiscais com a Receita Estadual”, ressalta o coordenador de Documentários Fiscais da Sefaz, Antônio Godoi. A empresa do Simples que ainda não emite o documento pode conferir os passos para implantação clicando aqui.

O coordenador lembra, ainda, que o sistema da NFC-e é integrado ao da Nota Fiscal Goiana. Sendo assim, ao pedir o CPF na nota, em pouco tempo esse documento já estará aparecendo na conta do consumidor para geração de bilhetes que darão direito à participação nos sorteios mensais.

Comunicação Setorial – Sefaz

http://aplicacao.sefaz.go.gov.br/post/ver/226402/cresce-emissao-de-nota-do-consumidor-eletronica12